+
ico-maispiordebom-regrasico-maispiordebom-noticiasico-maispiordebom-duvidasico-maispiordebom-chatico-maispiordebom-descontracaoico-maispiordebom-aulasescolaresico-maispiordebom-receitasico-maispiordebom-celularico-maispiordebom-jogosappsjavaico-maispiordebom-assistirfilmesanimesico-maispiordebom-tutoriaisico-maispiordebom-bibliaico-maispiordebom-protetoresdetelaico-maispiordebom-papeisdeparedeico-maispiordebom-musicasico-maispiordebom-emuladoreseronsico-maispiordebom-nintendoico-maispiordebom-sonyNOME_ICONEico-maispiordebom-jogosflashico-maispiordebom-webdesignerico-maispiordebom-hardwareico-maispiordebom-sistemasoperacionaisico-maispiordebom-downloadico-maispiordebom-cubeecraftico-maispiordebom-espacomulherico-maispiordebom-horoscopoico-maispiordebom-fisioterapiaico-maispiordebom-medicinaico-maispiordebom-esportes

Fábio Brust - Agora eu morro.


Nome completo: Fabio Rücker Brust
Idade: 19 anos
Cidade/Estado: Santa Maria - RS

1 – Desde que idade você tem o hábito da leitura?
Desde meus nove ou dez anos de idade. Não tenho a mínima ideia, na verdade! Lembro que o meu incrível ritual de troca dos livros de criança pelos de "adulto" foi quando decidi comprar o primeiro "Harry Potter". Me senti incrivelmente intelectual lendo as tais 220 páginas do livro, e logo parti para outro e outro. No final das contas comecei a gostar de ler e, quando não tinha mais livros do Harry Potter sendo lançados (eu estava no 4 e ainda ia demorar pra sair o quinto), decidi partir para outras histórias. E não parei mais.
2 - Você gosta de ler literatura de fantasia?
Claro! Eu adoro literatura fantástica, contanto que sempre tenha algum elemento de novo. Não gosto muito do estilo RPG de muitos livros de fantasia, então prefiro evitar esse tipo de história. Gosto mais de coisas orgânicas, uma fantasia que não pareça tão fantástica assim. Tanto que acabei por escrever meu próprio livro de fantasia, tentando ao máximo tornar as coisas palpáveis. Além disso, tirei todos aqueles nomes estranhos que os autores fantásticos adoram colocar nos personagens. Eu gosto de coisas exóticas, mas não de coisas impronunciáveis...
3 – Quais são as suas 3 sagas fantásticas literárias preferidas e por quê?
Olha, não são os livros que eu mais gosto, mas "Fronteiras do Universo", porque acredito que seja uma fantasia que é capaz de realmente abrir mentes para o mundo; "Harry Potter", minha porta de entrada para a literatura; e "A Sétima Torre", a série de livros que me fez perceber que havia muita coisa no mundo da leitura que eu nem imaginava!
4 – Na sua opinião, o que essa literatura acrescenta a você e aos seus leitores?
Além de se tratar de entretenimento de qualidade, pode nos levar a diversos lugares que jamais imaginaríamos e que só poderiam sair de mentes alheias às nossas. O mundo precisa se entreter, mas a literatura fantástica faz mais que isso: abre horizontes. De uma forma ou de outra, ela faz com que pensemos diferente. A literatura em geral o faz.
5 – O que você faz para divulgar e incentivar a leitura de seus livros?
Respondo a entrevistas... e envio livros para resenhas de blogs. Ultimamente essa forma de reconhecimento da literatura nacional, através dos blogs, é muito interessante. São ferramentas muito poderosas!
6 – Que publicações você já tem?
Só uma. O livro "Agora eu Morro".
7 – Quais são os seus projetos atuais?
Tenho esse projeto de livro fantástico chamado "O Sangue do Soberano". É uma história a respeito de um soberano que possui, em seu interior, diversos espíritos cuja procedência ele não tem ideia, sendo, estes, capazes de tomar o controle de seu corpo. Quando uma mulher capaz de se transformar em uma onça toma sua cidade e o obriga a ajudá-la a tentar subjugar a maior de todas as cidades, o soberano vê uma chance de tentar encontrar a si mesmo e uma maneira de se livrar de seus espíritos. Não chega a ser uma sinopse, mas é um breve resumo pra mostrar a respeito do quê é. É uma trama com dois plots, então acho difícil explicar os dois, misturados!
8 – Uma mensagem aos leitores do blog Mais Pior de Bom:
Continuem se interessando por literatura fantástica e, mais, por literatura fantástica brasileira! Tem muitos autores brasileiros, hoje, que mostram que a nova geração da nossa escrita tem muita coisa boa para mostrar. Modéstia à parte, é claro. :)
 
Sinopse de "Agora eu Morro": Em uma grande cidade, quatro pessoas tentam sobreviver ao terrível ano de 2033, quando grande parte dos problemas mundiais - entre eles, a falta de água e o aquecimento global - explodem junto de uma bomba de hidrogênio em Berlim. A radiação se espalha pelo mundo e atinge, também, Nova York, onde Char - uma clone mulher prestes a morrer -, Liel - um mexicano que tentou matar o presidente norte-americano - e Yuma - uma estudante japonesa que, depois de um trauma, vira uma assassina - tentam sobreviver. Enquanto isso, o quarto personagem, Imort, tenta morrer, e dá sua voz para contar a história de "Agora eu Morro", que, apesar de tratar da morte, fala, principalmente, a respeito da vida.
 


Uma Resposta até agora.

Deixe o seu comentário:

Poste aqui seu comentario se gostou do post acima!

Topo da pagina.